mulher analisando gráficos
Finanças 19/06/2024

Desempenho financeiro: 7 estratégias para o sucesso!

Compartilhar Array

É possível definir o desempenho financeiro de um negócio como a comparação entre o que foi planejado e os resultados efetivamente alcançados. Isto é, a avaliação da capacidade de rendimento monetário de um negócio em um determinado período, e se esse retorno está de acordo com o esperado.

Fazer uma análise desse tipo não é um processo complicado. Se usar os KPIs financeiros certos, fica fácil acompanhar como sua loja está evoluindo em relação à lucratividade. 

Por meio dos indicadores financeiros para franquias, também é possível identificar perdas e gastos desnecessários e, a partir dessas informações, tomar as medidas indispensáveis para o seu negócio faturar mais.

Para ajudar você nessa tarefa, neste artigo falaremos quais são os KPIs que não podem ficar de fora dessa avaliação e sete estratégias para melhorar o desempenho financeiro da sua franquia. 

Siga a leitura e confira!

Como avaliar o desempenho financeiro no varejo?

A performance financeira é, praticamente, o termômetro que mede o sucesso de uma empresa. É por meio dessa análise que os gestores conseguem descobrir se o negócio está seguindo por um caminho lucrativo ou não.

Para avaliar  os resultados da sua loja, é preciso fazer o monitoramento de indicadores financeiros para franquias. Também chamados de KPIs financeiros, trata-se de métricas que revelam a saúde financeira de um empreendimento.

Eles reúnem diversos dados gerados pelo próprio negócio — como os relacionados a vendas, pagamentos, gastos, investimentos, entre outros —, e geram insights valiosos sobre como melhorar a gestão e o rendimento. 

A seguir, listaremos os KPIs financeiros mais importantes para o varejo.

Principais indicadores de desempenho financeiro para franquias

  1. Retorno sobre o Investimento (ROI): aponta se houve lucro ou prejuízo sobre um investimento financeiro feito, a exemplo de gastos com marketing, treinamentos, compra de equipamentos, entre outros;
  2. volume de vendas: revela quanto foi efetivamente vendido em um determinado período;
  3. Custo de Aquisição de Clientes (CAC): é o KPI usado para calcular quanto é preciso investir para atrair e conquistar cada novo consumidor para a sua marca;
  4. taxa de conversão de vendas: este indicador financeiro deve ser usado para descobrir o percentual de interações com os clientes que realmente se transformaram em vendas; 
  5. faturamento: reflete quanto de dinheiro entrou no caixa da empresa em um período;
  6. lucratividade: mostra o lucro líquido sobre as vendas, isto é, quanto sobra após o pagamento de todos os custos relacionados à comercialização e/ou fabricação dos produtos;
  7. rentabilidade: indicador financeiro que tem a ver com investimentos. Ele mostra o poder de retorno econômico de alguma aplicação de dinheiro feita, por exemplo, como os gastos necessários para vender uma determinada mercadoria;
  8. ticket médio: mostra quanto cada cliente gasta, em média, cada vez que compra algo da sua loja;
  9. margem bruta: mensura o lucro da loja sem o desconto das despesas necessárias para a fabricação ou venda do produto;
  10. margem líquida: revela o lucro líquido do negócio, ou seja, a quantia que sobra após subtrair os custos do item vendido;
  11. margem de contribuição: indica quanto do valor das vendas contribui para cobrir as despesas fixas da sua loja;
  12. ponto de equilíbrio: calcular quanto é preciso vender para manter seu negócio funcionando e todas as despesas pagas em dia;
  13. custos fixos: são todas as despesas fixas que precisam ser pagas, independentemente de ter sido vendido algo ou não;
  14. custos variáveis: refere-se às despesas que mudam de valor conforme o volume de vendas, tais como comissões e alguns tipos de impostos;
  15. nível de endividamento: revela o total de dívidas, tais como empréstimos e financiamentos, e quanto afetam a lucratividade do negócio.

7 estratégias para melhorar o desempenho financeiro da sua franquia

Fez a análise de desempenho financeiro da sua franquia e percebeu que os resultados precisam melhorar? Então, conheça sete estratégias que realmente ajudarão você nessa alcançar o que deseja!

1. Realize um planejamento e controle financeiro preciso

Existem diversas formas de fazer um bom planejamento orçamentário no varejo, e uma delas inclui usar ferramentas que ajudam a construir planos mais estratégicos.

Uma das mais interessantes é a análise SWOT, sigla para o termo em inglês strengths, weaknesses, opportunities and threats, que em português quer dizer forças, fraquezas, oportunidades e ameaças (FOFA).

Ela contempla análise internas e externas e, por isso, é mais abrangente e contribui para preparar o negócio para enfrentar diferentes cenários financeiros.

2. Defina precificações estratégicas

Ao definir os preços dos seus produtos/serviços, considere pontos, como:

  • perfil do público-alvo;
  • ramo de atividade;
  • situação econômica atual;
  • concorrência;
  • margem de lucro pretendida;
  • entre outros relacionados.

A ideia é chegar a valores atrativos que estimulem  os clientes a comprar, mas que também garantam um bom faturamento para o seu negócio.

Temos um artigo que ajudará você nessa tarefa. Confira! “Estratégia de precificação: como escolher o melhor modelo de preços?” 

3. Aprimore a gestão de estoque

Antes de comprar itens para abastecer seu estoque, confirme o que realmente é necessário. Esse cuidado é simples, porém, evita gastos extras ou desperdício de produtos que também geram prejuízos.

Além disso, relações com fornecedores e desempenho financeiro caminham lado a lado. Afinal, quanto melhor se relacionar com esses parceiros comerciais, maiores as chances de  negociar bons preços e condições de pagamento.

4. Identifique gastos que podem ser cortados ou reduzidos

Uma gestão eficaz de custos e despesas também não poderia ficar de fora da nossa lista de estratégias. Para isso, liste tudo o que sua loja precisa pagar, incluindo gastos fixos e variáveis. 

Avalie o que pode ser cortado ou reduzido, como pacotes de internet, consumo de água e luz, entre outros. Lembre-se de que quanto menos contas tiver, maior será a sua margem de lucro.

5. Melhora as abordagens de vendas

As vendas estão baixas? Então, este pode ser o momento ideal para ensinar aos seus vendedores diferentes abordagens de vendas. Gatilhos mentais, por exemplo, são ótimos recursos que ajudam a levar os clientes a comprar .

E não se esqueça de lembrar seus funcionários de também prestarem um bom atendimento em todas as etapas da jornada de compra, com cordialidade, respeito e transparência, focado sempre em entregar o melhor para o cliente, e não apenas em fechar a venda. 

Esse comportamento é essencial não apenas para atrair, mas também para reter e fidelizar o público.

6. Motive e capacite os times

Os treinamentos de vendas devem ser constantes. Dessa forma, você mantém   seu time  atualizado e capacitado. 

E se quiser dar um “empurrãozinho extra”, pense em formas de motivá-los, como aumentar a comissão das vendas ou outra forma de premiação que realmente seja interessante para os profissionais.

7. Monitore os indicadores financeiros constante

Sabe os KPIs financeiros que listamos? Pois bem, de nada adianta mensurá-los hoje e nunca mais verificá-los 

Para melhorar o desempenho financeiro da sua loja, essa análise deve ser periódica. O intervalo ideal é você quem escolhe, e pode variar conforme o seu modelo de negócio e volume de vendas. Apenas não deixe a avaliação muito espaçada para não perder insights importantes. 

Dica extra: use a tecnologia a seu favor!

E não há forma mais adequada de melhorar a gestão financeira do seu negócio do que usando a tecnologia para otimizar os processos.

Com o F360 Finanças, você realiza automaticamente:

  • conciliação de cartões;
  • gerenciamento de fluxo de caixa;
  • acompanhamento de contas a pagar e a receber;
  • emissão de DRE;
  • planejamento orçamentário;
  • conciliação com vouchers;
  • integração com PDV e adquirentes;
  • conciliação bancária.

Agende agora mesmo uma demonstração grátis e comece hoje mesmo a modernizar a gestão da sua loja.

Compartilhar Array
Avatar photo
Escrito por:

Maurício Galhardo

Head e curador do F360 Educa, apaixonado por finanças, autor de três livros de negócios e gestão financeira, com ampla experiência em treinamentos e palestras. Já treinou mais de 20 mil pessoas no varejo!