Homem apresentando relatório
Finanças 10/01/2024

Indicadores financeiros para varejo: quais usar? 9 exemplos!

Compartilhar

Indicadores financeiros são métricas usadas para coletar dados e informações e, com base nesses parâmetros, avaliar como a saúde monetária de um negócio. Também conhecidos como KPI, esses índices são fundamentais para verificar se a empresa está alcançando o lucro esperado e como está seu crescimento.

Está se perguntando por que precisa entender sobre esses índices? Um dos principais motivos é que muitos empreendedores têm ótimas ideias de negócio, conhecem bem o público-alvo, sabem alavancar as vendas, mas encontram barreiras ao lidar com as finanças empresariais.

A questão é que, para fazer tornar qualquer empresa em um verdadeiro sucesso, o empreendedor precisa ter múltiplas habilidades, e uma das mais importantes é, justamente, a capacidade de realizar uma gestão financeira eficiente.

Isso porque um negócio que não tem as contas equilibradas, certamente, enfrentará dificuldades para se manter no mercado, concorda?

Para ajudar você a não passar por problemas desse tipo, e a realizar a melhor gestão possível na sua loja, neste post, trouxemos os nove principais indicadores financeiros para o varejo. Veja quais são, como funcionam e como acompanhá-los.

O que são indicadores financeiros?

Os indicadores financeiros são índices responsáveis por fornecer um diagnóstico sobre a situação monetária de uma empresa. Uma das principais funções é ajudar os gestores a acompanhar o desenvolvimento de negócio, por meio de dados reais, precisos e seguros das movimentações de valores da companhia.

Além disso, os KPIs financeiros, como também podem ser chamados, atuam como bússolas para potenciais investidores analisarem a possibilidade de investir na empresa, com base na sua saúde financeira.

Apenas para deixar esse conceito mais claro, saiba que KPI é a sigla para o termo em inglês Key Performance Indicators, que na tradução para o nosso idioma quer dizer Indicadores-Chave de Desempenho.

No caso, estamos nos referindo a KPIs do varejo, que são os que não podem faltar na gestão financeira de negócios desse setor.

Dica de leitura: “Gestão financeira para franquias: como contribui com o seu negócio?

Qual a importância de ter indicadores financeiros para sua loja?

Os indicadores financeiros são importantes porque mostram como está o desempenho monetário da sua loja. Com isso, você tem nas mãos dados concretos que o ajudarão a fazer previsões orçamentárias, bem como a nortear suas tomadas de decisão.

Explicando de uma forma mais simples, podemos dizer que os KPIs financeiros evitam que você “ande no escuro” na hora de fazer a gestão financeira do seu negócio. Ao acompanhá-los, você sabe exatamente se sua loja está gerando lucro ou não, como está o faturamento bruto, o nível de endividamento e muito mais.

Como você deve estar imaginando, com informações como essas fica muito mais fácil definir quais ações tomar para aumentar os rendimentos da sua franquia, não é mesmo?

Em resumo, estamos falando de índices de grande importância do ponto de vista empresarial. Afinal, todo negócio precisa manter uma base regular de demonstrativos financeiros para que seus gestores consigam planejar estratégias e corrigir falhas de gerenciamento rumo ao sucesso da marca.

E como definir indicadores financeiros para sua franquia?

Entretanto, para chegar aos resultados que acabamos de mencionar, é importante saber a maneira certa de escolher quais indicadores financeiros usar no seu negócio.

Para isso, tenha em mente que o segredo é alinhar o KPI financeiro de varejo à estratégia de sua empresa. Dessa forma, você evita perder tempo para levantar dados que nada contribuirão com seus planos de crescimento.

Isto é, se você precisa acompanhar o retorno sobre o investimento, por exemplo, deve usar um indicador financeiro que entregue a você exatamente esse resultado, entende a dinâmica?

Porém, é um tanto complicado escolher algo se você não conhece as opções, não é mesmo? Por isso, no tópico a seguir, trouxemos os nove principais indicadores do varejo. 

Saiba também que você não precisa, obrigatoriamente, usar todos ao mesmo tempo. No entanto, tenha em mente que quanto mais KPIs utilizar, mais dados terá para trabalhar a favor da sua loja e para direcionar suas decisões.

Quais são os principais indicadores financeiros no varejo?

Os principais KPIs do varejo, que não podem faltar na gestão financeira da sua loja, são:

  1. rentabilidade;
  2. lucratividade;
  3. faturamento bruto;
  4. custos fixos;
  5. custos variáveis;
  6. nível de endividamento;
  7. margem bruta;
  8. margem líquida;
  9. retorno sobre o investimento

Veja, a seguir, detalhes de cada um desses indicadores financeiros.

1. Rentabilidade

A rentabilidade é um dos KPIs do varejo mais importantes para o gerenciamento financeiro de qualquer modelo de franquia. Isso porque é ele que demonstra qual o poder de retorno econômico que o capital, que foi investido inicialmente na empresa, terá.

Para se chegar ao resultado desse indicador, é preciso dividir o lucro da empresa pelo total do ativo, ambos do mesmo período de análise.

Sem dúvidas, esse é um indicador de grande relevância. Por meio dele, é possível comparar a rentabilidade do investimento feito com outros existentes no mercado e, até mesmo, com outras empresas do mesmo setor. Com isso, você consegue avaliar o potencial de retorno do negócio.

2. Lucratividade

É comum que a lucratividade seja confundida com a rentabilidade, especialmente quando o empreendedor não conhece a fundo o real conceito. Entretanto, apesar dos termos se parecerem, lembre-se de que uma empresa lucrativa nem sempre é rentável.

Inicialmente, para entendermos o que é lucratividade, é importante saber o conceito de lucro. 

Lucro é aquilo que se obtém com as vendas, retirando-se custos, deduções, impostos e despesas em geral. Partindo desse princípio, a lucratividade é o percentual que indica o que foi obtido por meio das vendas. 

Para calcular esse indicador, basta ter o resultado do lucro total e dividi-lo pelas vendas, multiplicando o valor obtido por 100 para gerar uma porcentagem.

Como você deve ter percebido, esse é um indicador financeiro que serve para analisar se as vendas são suficientes para cobrir os gastos e gerar bons lucros em um certo período

Somado a isso, a rentabilidade também informa qual o retorno sobre o investimento em longo prazo.

Sugestão de leitura: “Estratégia de precificação: como escolher o melhor modelo de preços?

3. Faturamento bruto

O faturamento bruto é outro indicador que deve ser acompanhado de perto em todo negócio, independentemente de seu porte. Isso porque, por meio dele, é possível obter a quantia exata dos ganhos da empresa.

Por se tratar de um indicador bem simples, é amplamente utilizado por empresas dos mais variados portes e segmentos. Afinal, é muito importante faturar para manter um negócio em perfeito funcionamento, certo?

Por meio da análise desse KPI, você tem uma boa base para repensar estratégias, caso esteja vendendo menos que o planejado. Em outras palavras, ele é um indicador essencial para que o empreendimento consiga se manter competitivo no mercado.

Além disso, toda organização precisa ter uma projeção de faturamento. Ter esse dado em mãos é importante para definir a perspectiva de crescimento do negócio e traçar metas realistas de serem alcançadas.

4. Custos fixos

Todo empreendedor precisa conhecer a fundo os custos fixos de suas operações. Inclusive, esse é um dado essencial para que o planejamento estratégico seja realmente eficiente.

E o que são os custos fixos? São aqueles que não variam, ou seja, gastos que a empresa tem todos os meses, independentemente do quanto vende. Em outras palavras, são valores que não oscilam diante da mudança de faturamento do negócio.

Esse indicador financeiro deve ser visto e tratado como um patamar de segurança, ou ainda, como um limitador. Isso porque ele ajuda a evitar que os gastos necessários para manter a loja funcionando não ultrapassem o faturamento, condição que afeta seriamente a saúde financeira da empresa.

5. Custos variáveis

Já os custos variáveis, como o nome sugere, são aqueles que mudam conforme a empresa vende mais. Alguns bons exemplos são comissão de vendas, taxas de remessas, serviços de logística, entre outros similares.

É claro que você quer que seu negócio venda cada dia mais, não é mesmo? Porém, é preciso analisar os custos que acompanham esse aumento de demanda. E esse indicador financeiro é fundamental para ajudar você a encontrar esse equilíbrio.

Por ele, é possível identificar, por exemplo, fornecedores que estão aumentando o valor da matéria-prima e, dessa forma, negociar com esses parceiros ou encontrar outros com melhor custo-benefício para não impactar no lucro do seu negócio. 

Este artigo, certamente, ajudará você: “Gastos fixos x gastos variáveis

6. Nível de endividamento

O uso de capital externo para colocar um empreendimento em funcionamento é uma realidade de mercado. Diversas empresas recorrem a empréstimos e financiamentos que precisam ser pagos, geralmente, em parcelas mensais.

Somado a isso, toda empresa tem diversas obrigações financeiras a honrar, como contas de consumo como água e luz, pagamento de fornecedores, salário de funcionários e obrigações tributárias. Por isso, o nível de endividamento é um indicador essencial no varejo.

Um dos principais motivos é que esse é um dado que impacta diretamente no planejamento financeiro e na lucratividade do negócio. 

Pense no seguinte, sua empresa pode até fechar o mês “no azul”, mas por conta das dívidas que tem, você consegue retirar qualquer lucro. E considerando que parte do faturamento está indo para pagar essas contas, fica bem complicado ter capital para reinvestir no negócio, concorda?

Por isso, esse é um dos indicadores financeiros essenciais para manter as finanças de seu negócio sob controle. 

7. Margem bruta

A margem bruta é um KPI do varejo usado para identificar o percentual de lucratividade bruta que sua empresa está atingindo. Em outras palavras, o lucro sem descontar despesas relacionadas às vendas ou fabricação do produto.

Utilizá-lo é importante porque ajuda a verificar se sua loja está gerando lucros ou prejuízos. Caso o resultado não seja o esperado, você tem a chance de ajustar sua estratégia para mudar esse cenário a favor da sua empresa.

8. Margem líquida

Já a margem líquida se refere ao lucro livre obtido, ou seja, valor total após a retirada de todos os custos da fabricação do produto ou entrega dos serviços.

Ele também é uma forma de verificar se sua empresa é lucrativa ou não, com a diferença de não incidir despesas sobre o número gerado por esse KPI.

9. Retorno sobre o investimento

O retorno sobre o investimento, representado pela sigla ROI, mostra quanto você conseguiu ter de volta (financeiramente falando) sobre uma aplicação feita.

Sabe quando você faz uma estratégia de marketing para captar novos clientes, por exemplo? Esse indicador ajuda a mensurar se esse investimento valeu a pena e quando de lucro sua empresa alcançou com essa tática.

Como acompanhar os indicadores do varejo? 5 dicas!

Para acompanhar os indicadores financeiros que escolheu para sua empresa, nossas dicas são:

  1. defina a periodicidade da mensuração dos resultados;
  2. coloque metas para cada um dos KPIs de varejo escolhido;
  3. divida os resultados com sua equipe, a fim de, juntos, encontrarem boas soluções para os problemas identificados;
  4. ajuste suas estratégias sempre que os números identificados não forem os esperados;
  5. use um bom sistema de gestão financeira para gerar dados para alimentar seus indicadores.

O F360 Finanças é um sistema de gestão financeira multiempresas. Com um dashboard personalizável e software responsivo, nessa ferramenta você encontra os seguintes recursos:

  • conciliação de cartões;
  • conciliação com vouchers;
  • contas a pagar e a receber;
  • fluxo de caixa;
  • DRE;
  • planejamento orçamentário;
  • integração com PDV e adquirentes;
  • conciliação bancária.

Confira como o F360 Finanças funciona e tudo o que ele tem a oferecer para simplificar a gestão financeira da sua franquia. Agende agora mesmo uma demonstração grátis!

Compartilhar
Avatar photo
Escrito por:

Maurício Galhardo

Head e curador do F360 Educa, apaixonado por finanças, autor de três livros de negócios e gestão financeira, com ampla experiência em treinamentos e palestras. Já treinou mais de 20 mil pessoas no varejo!