Mulher escrevendo em agenda
Finanças Gestão 29/01/2024

Planejamento anual no varejo: passo a passo para fazer o da sua loja

Compartilhar

Você atingiu todos seus objetivos de 2023? Aliás, você sabe quais eram as metas da sua empresa? Se os resultados não estão conforme o desejado, talvez você precise fazer um planejamento anual mais robusto, que inclua informações indispensáveis para o sucesso do varejo no mercado.

E não estamos falando apenas sobre informações de vendas, mas de cada setor da marca, como atendimento, estoque, financeiro, marketing etc.

Como já deve saber, o planejamento anual é um documento que compila todas as estratégias da empresa ao longo dos meses. Ele é usado para que todos estejam na mesma página, alinhados com as metas, os objetivos e os métodos para alcançá-los.

Só que é crucial seguir alguns passos para que nada seja esquecido e a análise seja completa. Melhorias acontecem apenas com avaliação dos resultados e identificação de 

gargalos e problemas operacionais.

E o que ajuda a colocar a empresa de volta aos trilhos é justamente a criação desse planejamento. Vamos aprender a fazer um completo? Continue a leitura e saiba mais!

Para que serve o planejamento anual?

O planejamento estratégico serve para ajudar o varejista a entender a situação atual da empresa e o que fazer para melhorar cada vez mais. Se sua loja está bem, descubra ações que ajudem a vender mais e a reduzir custos, por exemplo. Se estiver mal, é preciso ir além e identificar erros e reestruturar processos.

E o guia que orienta a todos para o sucesso nas vendas e a satisfação do cliente é o planejamento.

Veja um exemplo prático para entender para que serve o planejamento anual no varejo: uma loja de roupas oferece grande variedade de produtos e, por isso, precisa entender seu estoque, projetar as vendas, acompanhar as despesas e realizar as compras das mercadorias, além de pensar na divulgação, na gestão de funcionários e no atendimento.

Só que ainda é necessário acompanhar o desempenho financeiro, os investimentos e seu mercado de atuação. 

E tudo isso pode ser determinado no planejamento anual a fim de servir como uma bússola para qualquer operação e campanha da marca.

Quais os benefícios de ter um planejamento anual?

O varejista é impactado por diversas vantagens quando cria e segue seu planejamento do ano. As principais delas são:

  • identificar os principais objetivos;
  • analisar a situação atual da marca;
  • melhorar a tomada de decisões;
  • aumentar a produtividade e o engajamento;
  • alinhar as operações;
  • reduzir custos operacionais;
  • elevar as vendas;
  • conquistar as metas pré-estabelecidas;
  • identificar melhores oportunidades de investimentos;
  • aumentar a vantagem competitiva no mercado;
  • mitigar riscos e ficar preparado para instabilidades.

Leia também: Como avaliar e acelerar a performance da sua loja?

O que deve conter no planejamento anual?

Para obter todos esses benefícios, o primeiro passo é descobrir o que deve conter no planejamento anual. Saiba que ele é realmente completo e não engloba apenas questões financeiras e de vendas.

É preciso incluir todas as etapas das operações e ações feitas em cada área do negócio, como:

  • financeira;
  • vendas;
  • marketing;
  • compras;
  • estoque;
  • comercialização.

Para entender melhor, o planejamento financeiro, por exemplo, deve incluir entradas e saídas de dinheiro, DRE (Demonstração de Resultado do Exercício), entre outros itens que baseiam as estratégias que serão adotadas no próximo ano.

A ideia é analisar o último período e determinar orçamento para cada setor da marca, pensar em estratégias para tornar o crescimento mais sustentável e escalável, reduzir custos e elevar o lucro.

Como fazer um planejamento anual?

Para elaborar o planejamento anual de 2024 é preciso saber, antes de tudo, que é indispensável criá-lo antes de 2023 acabar. Porém, se você não teve tempo, dedique tempo a essa tarefa agora, no começo do ano.

isso se aplica a todos os anos. No final do período é preciso avaliar os resultados e projetá-los para os próximos meses.

Sendo assim, confira como fazer um planejamento anual completo!

1-Mantenha seus dados atualizados

Seja em um sistema de gestão financeira, de vendas ou de clientes, a chave para fazer um planejamento realista e eficiente é manter os dados atualizados.

Só assim, será possível avaliar os resultados passados para realizar melhorias e definir metas adequadas, visando o crescimento da marca.

É claro que esse acompanhamento e a coleta de dados podem ser feitos por planilhas, mas usar um sistema online completo evita erros e agiliza o processo de reunir e analisar métricas e indicadores. 

2- Analise sua loja

Com dados em mãos, é hora de analisá-los para gerar insights que melhorem as suas vendas.

Analisar pontos, como:

  • pagamento de taxas e tributos;
  • modelo de precificação;
  • fontes de receitas;
  • retorno sobre o investimento;
  • giro do estoque.

3-Identifique melhorias e defina metas

Após analisar a situação real da marca, é hora de entender o que pode ser melhorado. O planejamento deve focar nas prioridades e necessidades da empresa para continuar a crescer.

Para isso, é fundamental reajustar operações e determinar metas para essas melhorias, que variam de acordo com o objetivo, como:

  • aumento da satisfação do cliente em 30% com envios periódicos de pesquisas de satisfação para mensurar os resultados;
  • 1,5 vezes mais aquisições de novos clientes pelo e-commerce;
  • elevar o volume de vendas em 1,5x com campanhas segmentadas;
  • reduzir 10% os custos operacionais com uso de sistemas de gestão e controle do estoque.

Ah! É importante dividir a meta em partes menores e colocar prazos para que cada uma aconteça: ganhar 1.000 novos cadastros no site a cada três meses. 

4-Pense em estratégias variadas

Não adianta montar o planejamento anual 2023 de modo engessado, como se só aquele cenário fosse possível. A pandemia mostrou que, de uma hora para outra, a situação pode mudar.

Portanto, crie estratégias e ações para cenários diversos, incluindo imprevistos internos e externos que impactam as vendas. Quanto mais realista for, melhor será seu planejamento.

5-Faça um orçamento para cada área

O planejamento também precisa definir os recursos que cada área terá disponível para executar seu trabalho. 

Essa prática é importante para jamais gastar mais do que ganhar. Um ponto relevante no planejamento que envolve muitas áreas, como a financeira, o estoque, a divulgação e as vendas, é a sazonalidade dos produtos vendidos pela marca.

Se houver períodos sazonais no seu negócio, o orçamento e outras estratégias devem ser definidas de acordo com a variação do volume de vendas.

Confira mais: Orçamento empresarial: elabore o seu em 7 passos!

Dica bônus: acompanhe os resultados sempre!

Para entender se o planejamento está dando certo e algo precisa ser feito para melhorar a conquistas das metas, é indispensável mensurar e analisar os resultados periodicamente.

E para fazer isso de modo rápido, assertivo e 100% eficaz é preciso usar a tecnologia, como sistemas de gestão simples e online, que facilitam – e muito! – a vida do varejista.

O F360 Finanças, por exemplo, é um software de gestão financeira que oferece recursos automatizados, como:

  • fluxo de caixa;
  • conciliação bancária e de cartão;
  • conciliação de vouchers para o setor food;
  • planejamento orçamentário;
  • relatórios completos com indicadores financeiros;
  • e muito mais!

Conheça nossa solução e veja como ela ajuda qualquer varejista a organizar suas contas para fazer um planejamento anual completo!

Compartilhar
Avatar photo
Escrito por:

Tálita Gonçalves

Redatora e analista de conteúdo F360