Homem trabalhando no computador
Finanças 28/12/2023

Prazo médio de recebimento (PMR): qual a importância e como calcular?

Compartilhar

O prazo médio de recebimento (PMR) é o cálculo realizado para identificar quanto tempo (em média de dias) é necessário para uma empresa efetivamente receber o dinheiro de uma venda com data de pagamento futura — ou seja, a prazo. 

Quer uma forma mais simples de entender o conceito? Então, imagine a seguinte situação: sua loja fez uma venda no dia 1° deste mês. Porém, somente recebeu o dinheiro no dia 26. Isso significa que houve um intervalo de 25 dias entre a venda e o recebimento do valor, certo? 

Somada a essa, diversas outras vendas foram feitas da mesma forma, algumas com intervalos maiores, outras menores. 

Aplicando uma fórmula que inclui três fatores — o total que sua loja tem para receber, o total vendido e o período analisado —, você terá o PMR do seu negócio.

Está se perguntando por que a fórmula é importante? Bem, porque é uma das melhores maneiras de você fazer a projeção do seu fluxo de caixa e de descobrir se precisa ou não de mais capital de giro.

Em outras palavras, calcular o prazo médio de recebimento (PMR) é fundamental para manter a saúde financeira da sua franquia.

Certamente, você quer uma empresa de sucesso e financeiramente equilibrada, não é mesmo? Então, siga a leitura deste artigo e confira agora, em detalhes, tudo o que é preciso saber sobre esse importante indicador.

O que é prazo médio de recebimento (PMR)?

O prazo médio de recebimento (PMR) é um indicador financeiro usado para calcular a média de dias necessários para uma empresa receber o valor de vendas que têm data futura de pagamento. Isto é, quanto tempo há entre a venda e o recebimento do dinheiro. 

Fundamental para a realização de uma boa gestão financeira, o indicador ajuda a organizar estrategicamente as finanças da sua loja. Como resultado, contribui para que você consiga pagar em dia todas as contas do seu negócio, sem surpresas desagradáveis.

Isso é possível porque, como dissemos logo na abertura do artigo, o PMR ajuda a projetar o fluxo de caixa, mostrando em quanto tempo você terá disponível para uso o dinheiro proveniente de vendas feitas a prazo.

Além disso, o indicador também deixa claro se será necessário levantar mais capital de giro, ou se o que você obterá será suficiente para arcar com os compromissos financeiros que tem.

É certo que oferecer diferentes prazos de pagamento para os clientes é uma excelente maneira de atrair e fidelizar o público, bem como uma forma de vender mais.

Porém, nunca se esqueça que fazer um acompanhamento pontual dos valores que entrarão na sua conta é essencial para que sua franquia não fique sem dinheiro para o dia a dia ou para pagar as contas que tem em curto e médio prazo.

Dica! Não deixe de ler este artigo: “Gestão de fluxo de caixa: guia prático para fazer uma eficiente

Qual a diferença entre prazo médio de pagamento e recebimento?

Além do prazo médio de recebimento (PMR), há também o prazo médio de pagamento (PMP). A diferença entre eles é que o primeiro aponta a média de dias que leva para o valor das vendas ser liberado para sua loja; já o segundo, revela o tempo entre uma compra feita pela sua empresa e o pagamento que precisa realizar.

Para deixar a explicação mais simples, suponhamos que sua franquia seja um comércio de roupas femininas. A fim de manter o estoque em dia e não perder nenhuma venda, você adquire peças de vários fornecedores. 

Cada um trabalha com prazos de pagamento distintos, resultando em contas a pagar com diferentes datas. 

O prazo médio de pagamento aponta a média de dias que sua franquia tem entre a compra realizada e o pagamento propriamente dito. 

Nesse caso, quanto maior for o resultado do PMP, melhor para o caixa do seu negócio. Isso porque você terá mais tempo para levantar a quantia necessária para pagar a aquisição feita, manter a saúde financeira da loja em dia e o bom relacionamento com os fornecedores.

Como calcular o prazo médio de pagamento (PMP)?

Para calcular o prazo médio de pagamento (PMP), primeiro, você precisa levantar algumas informações, que são:

  • identificar os pagamentos feitos a terceiros;
  • calcular o valor médio das compras no período que está sendo analisado, usando a seguinte fórmula:
    • compras = custo das mercadorias vendidas + estoque final – estoque Inicial

Feito isso, você deve aplicar a fórmula do PMP, que é:

  • PMP = (valor pago aos fornecedores / valor médio das compras) x período apurado.

Para exemplificar, considere os seguintes dados:

  • período de apuração de 1 ano: 365 dias;
  • valor pago aos fornecedores: R$5.000;
  • valor médio das compras: R$35.000.

Aplicando a fórmula, temos:

  • PMP = (R$5.000 / R$35.000) x 365
  • PMP = 0,142 x 365
  • PMP = 51,82

O resultado significa que sua loja tem, em média, 52 dias para pagar os terceiros com os quais trabalha.

O prazo médio de recebimento (PMR) é um indicador financeiro muito importante

Como calcular o prazo médio de recebimento (PMR)?

Para calcular o prazo médio de recebimento (PMR), a fórmula que você precisa usar é:

PMR = total para receber / (total vendido/período)

Como exemplo, considere que sua franquia vendeu R$400 mil em 1 ano (365 dias). Porém, ainda tem R$50 mil para receber. Considerando os números do exemplo:

  • PMR = R$50.000 / ( 400.000 / 365)
  • PMR = 50.000 / 1.095,89
  • PMR = 45,62

Considerando o arredondamento matemático, significa que o prazo para receber da sua loja é de 46 dias.

No caso do PMR, quanto menor for o resultado, melhor para o fluxo de caixa. Afinal, você terá o valor das vendas disponível em menos tempo e poderá arcar com os compromissos financeiros sem problemas.

Todavia, quanto o prazo médio de recebimento é muito alto, há impactos consideráveis no fluxo financeiro do negócio. 

Nesse caso, é fundamental adotar medidas que ajudem a reduzir o número, sem deixar de oferecer aos clientes boas condições de pagamento, a fim de manter sua franquia atrativa para o público.

Aproveite e leia também: “Tudo sobre faturamento: o que é, para que serve e como calcular?

Como melhorar a gestão financeira da sua loja?

Você deve ter percebido que manter o equilíbrio entre o PMR e o PMP é essencial para manter as contas da sua loja em dia, não é mesmo? 

Além de negociar prazos com fornecedores e pensar em formas e meios de pagamento que sejam interessantes para os seus clientes, é preciso também fazer uma gestão financeira pontual.

Quanto a isso, não há caminho mais indicado do que usar a tecnologia a seu favor. Com os softwares certos, você otimiza o controle financeiro do seu negócio, reduz erros e tem uma visão mais ampla e realista da condição monetária da sua franquia.

O F360 Finanças, por exemplo, é um sistema de gestão financeira multiempresas que deixa o gerenciamento da sua loja muito mais simples e completo.

Confira, no vídeo abaixo, como funciona a solução da F360.

No F360 Finanças, você encontra os seguintes recursos:

  • conciliação de cartões;
  • conciliação bancária;
  • conciliação de vouchers;
  • gestão de fluxo de caixa;
  • contas a pagar e a receber;
  • Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE);
  • planejamento orçamentário;
  • integração com PDV e adquirentes.

Quer saber, na prática, como tudo isso funciona? Entre em contato agora mesmo e agende uma demonstração grátis!

Compartilhar
Avatar photo
Escrito por:

Carolina Ferrari

Gerente de marketing da F360