Duas mulheres olhando uma blusa numa loja de roupas
Finanças 06/05/2024

Produtos sazonais: o que são e como lucrar durante o ano todo?

Compartilhar Array

Sabemos que é desafiador lidar com produtos sazonais no varejo. É preciso ter planejamento, criatividade e campanhas eficientes para que não fiquem parados nas prateleiras. 

A boa notícia é que existem estratégias para aproveitar as oportunidades de vendas durante o ano todo, lembrando que a sazonalidade diz respeito às épocas que têm maior procura de determinados produtos e serviços.

Pelo fato de todas as marcas aproveitarem esses períodos, a chave é se destacar da concorrência, aproveitando para conquistar clientes atuais e atrair novos.

Como? Continue a leitura e aprenda o que são produtos sazonais, veja exemplos reais em diversos tipos de varejo e dicas infalíveis para vendê-los na alta e baixa temporada!

O que são produtos sazonais?

Os produtos sazonais representam mercadorias que são mais vendidas em determinadas épocas do ano. Esse cenário é influenciado por vários fatores, como datas comemorativas, estações e feriados, independentemente do segmento.

É claro que alguns setores são mais impactados do que outros com esses períodos sazonais, mas é comum que as flutuações na venda aconteçam ao longo dos meses.

Exemplos de produtos sazonais

Para você compreender melhor, separamos diversos exemplos de produtos sazonais no varejo brasileiro, de acordo com as estações do ano, as datas comemorativas e os feriados.

Estações do ano

  • Roupas de verão e inverno.
  • Frutas, verduras e legumes.
  • Picolé e sorvetes.
  • Caldos e sopas.
  • Material escolar com começo das aulas.
  • Ventilador e ar-condicionado.

Datas comemorativas

  • Decorações específicas, como Natal, Halloween, Páscoa, Carnaval e Ano Novo.
  • Ovo de Páscoa.
  • Panetone no Natal.
  • Flores e chocolates no Dia das Mães e Dia dos Namorados.
  • Brinquedos e roupas infantis no Dia das Crianças.

Feriados e festividades típicas

  • Festa Junina: roupas xadrez, chapéu de palha, milho, canjica e mais.
  • Carnaval e Halloween: fantasias, glitter e afins.
  • Ano Novo: roupas brancas, douradas ou prateadas.
  • Copa do Mundo: camisas de futebol do Brasil, churrasco e televisão.

Geralmente, esses produtos são muito vendidos em certas épocas do ano, mas há como comercializá-los depois que a alta temporada passa. Confira dicas e estratégias para lucrar com a sazonalidade!

Como vender produtos sazonais o ano todo?

Para gerenciar a venda de produtos sazonais na sua loja, é fundamental realizar um planejamento completo a fim de evitar perdas e possíveis prejuízos – mesmo durante a alta temporada. Veja como fazer isso!

  1. Identifique as épocas de sazonalidade da sua marca

O primeiro passo é, sem dúvidas, entender quais produtos são sazonais e em quais períodos. Ao mapear todos os itens vendidos pela marca, é possível criar estratégias focadas em cada época do ano.

Veja alguns exemplos para entender melhor: uma loja de roupas masculinas pode aproveitar o Dia dos Pais, o Dia dos Namorados e o Natal. Já uma de chocolates pode esperar um alto volume de vendas durante várias datas, incluindo Dia das Mães e Páscoa.

Ao mapear as datas sazonais por produtos, também é mais fácil planejar ações para os períodos de baixa procura.

  1. Monte seu planejamento estratégico e financeiro

Ter um planejamento completo para a comercialização de produtos sazonais é vital para não impactar o funcionamento – e receita – da loja.

Afinal, as compras precisam ser feitas com antecedência para atender todos os clientes ou, então, as mercadorias ficam paradas no estoque durante períodos de pouca venda.

Além disso, é preciso entender as melhores datas para oferecer promoções, frete grátis (no caso de e-commerce), kits com itens complementares e outras ações.

E tudo isso está diretamente relacionado à gestão financeira da marca, pois é preciso gerenciar os recursos na baixa e alta temporada para que haja o capital de giro e o fluxo de caixa saudável em todos os meses.

Aprenda mais: Como fazer planejamento financeiro empresarial? 8 dicas!

  1. Acompanhe o mercado

Faça análises de mercado periodicamente e acompanhe de perto a concorrência (pontos fortes e fracos), assim como os hábitos e comportamentos dos clientes

O objetivo é identificar boas oportunidades de vendas, pensar em estratégias eficientes para se destacar nas diferentes épocas e focar no crescimento da marca, sem deixar que a sazonalidade impacte isso.

  1. Crie uma necessidade de compra

Quando o produto está em um período de pouca procura, o jeito é pensar em ações criativas e atrativas que geram uma necessidade de compra, ou seja, mudar a abordagem ao cliente e a forma de divulgação dos itens. Calma que vamos explicar!

Se você quer vender moda praia no inverno ou casaco no verão, pense em criar:

  • promoções;
  • combos e kits;
  • cupons de desconto;
  • condições especiais de pagamento.

A ideia é mostrar que vale a pena, por exemplo, comprar um ventilador durante os meses mais frios, pois está mais barato do que na época do verão.

Outra dica é ter uma ação pronta para dias mais quentes, mesmo no inverno, ou vice-e-versa. No Rio de Janeiro e em outras cidades do nordeste brasileiro, mesmo em épocas mais frias, pode fazer calor. Aproveite essas brechas na sua região, se houver!

  1. Reveja seu mix de produtos

Para não ter quedas bruscas de faturamento durante a baixa temporada de alguns produtos, a chave é diversificar as mercadorias oferecidas, incluindo itens que condizem com a época do ano ou que são considerados “atemporais”.

Os ovos de Páscoa, por exemplo, podem se tornar doces de festa, bolos e chocolates no resto do ano. 

  1. Invista em diversos canais de vendas

Não adianta fugir: o varejo omnichannel veio para ficar. E ele representa justamente a ampliação dos canais de vendas, unindo pontos de venda (PDV) off e on-line.

Ao expandir sua presença digital, há mais chances de aumentar as vendas na baixa temporada – e na alta também!

Os canais que podem ser usados, além da loja física, são: redes sociais, e-commerce, aplicativos, WhatsApp, Instagram e outros.

Leia também: Gestão de lojas e PDV: estratégias para elevar a sua performance

  1. Crie a própria sazonalidade

Por falar em elevar as vendas durante a baixa temporada, é possível criar a própria sazonalidade. A Amazon, por exemplo, tem o Amazon Prime Day que é um evento que reúne descontos em várias mercadorias do site.

Essa sazonalidade pode ser criada também em datas comemorativas, como Dia do Livro, Dia da Pizza, Dia do Sorvete etc.

  1. Aumente a época da alta temporada

Para vender ainda mais na alta temporada, uma estratégia é antecipar e estender o período sazonal.

Ao entender quais são as épocas de alta e baixa na loja, em vez de aproveitar apenas um ou dois dias festivos, crie a semana ou o mês comemorativo, por exemplo.

  1. Negocie com os fornecedores

Para evitar falta ou excesso de produtos no estoque, é fundamental planejar as compras com os fornecedores.

Além de garantir os itens com antecedência, lembre-se de negociar bons preços, principalmente se estiver comprando uma quantidade ainda maior.

  1. Tenha uma boa gestão de estoque

Mantenha sempre a qualidade da gestão do estoque: registre todas as entradas e saídas e acompanhe perdas e danos, prazos de validade vencidos (se tiver produtos perecíveis) e tempo de armazenamento.

Usar sistemas que automatizam processos é essencial para manter o controle do estoque, especialmente em épocas de alto movimento.

Como controlar as vendas e descobrir produtos sazonais?

A melhor forma de descobrir produtos sazonais e controlar as vendas é usar um sistema de gestão financeira simples e completo, como o F360 Finanças. 

Isso porque, com diversos recursos para os varejistas, como gestão de fluxo de caixa e conciliação bancária e de cartões, o software permite identificar os itens mais e menos vendidos em determinado tempo.

Ainda, pode-se acompanhar: ticket médio, canais de vendas mais usados, meios de pagamento preferidos, rotatividade dos produtos e outros aspectos-chave para criar estratégias baseadas em dados realistas.

Agende uma demonstração do F360 Finanças e veja como transformar a gestão financeira da sua loja!

Compartilhar Array
Avatar photo
Escrito por:

Debora Vasconcellos