Licenciamento X Franquia
Franquias 22/02/2024

Licenciamento x franquia: quais as principais diferenças?

Compartilhar Array

Licenciamento e franquia são duas formas diferentes de abrir um negócio a partir de uma ideia criada por outra pessoa já estabelecida no mercado. A primeira opção dá a você o direito de usar a marca; a segunda também, mas com regras e suporte mais abrangentes.

Para você entender melhor esse conceito, usaremos alguns exemplos. Sabe os programas Big Brother e The Voice? Na verdade, eles são marcas televisivas criadas pelo produtor holandês John de Mol, com direitos de uso vendidos a diversos países. 

Cada rede de televisão que adquire esses direitos de transmissão pode colocar no ar programas criados a partir da ideia original, mas sem a necessidade de serem idênticos a ela. Isso é licenciamento.

Agora, pense em lojas como Havaianas, O Boticário, McDonald’s e Chilli Beans. Todas são exatamente iguais, independentemente da região visitada. Isso é franquia.

Ficou um pouco mais clara a diferença entre licenciamento e franquia? Então, continue a leitura e confira detalhes de cada um desses formatos e descubra qual o mais interessante para você!

O que são licenciamento e franquia?

Licenciamento e franquia são modelos de negócio nos quais uma empresa concede à outra o direito de usar seu nome, porém, com regras diferentes. Enquanto a primeira libera o uso da marca para o contratante utilizar como achar melhor, a segunda exige a reprodução exata da ideia e formato original.

Conheça agora, separadamente, cada um desses conceitos.

O que é licenciamento?

O licenciamento é um formato que permite a você adquirir o direito de usar o nome de uma marca e de comercializar os produtos e/ou serviços relacionados a ela.

Companhias como Disney e Marvel trabalham dessa maneira, concedendo licenças para seus nomes e criações serem usados em itens como brinquedos, camisetas, canecas, cadernos, entre vários outros objetos.

Veja como funciona o licenciamento:

  • o empreendedor compra somente a permissão de usar a marca;
  • o licenciador tem controle sobre o nome, produtos ou serviços, mas não tem envolvimento nas operações do licenciado;
  • devem ser pagos royalties pelo uso da marca;
  • não há suporte por parte do licenciador para a construção um ponto comercial, tanto físico quanto digital;
  • não há exigências quanto ao formato da loja ou forma de operação, o que pode ser um ponto positivo para quem quer empreender com autonomia, mas sem ter que criar uma marca do zero;
  • apesar de gerar mais flexibilidade, os riscos também são maiores.

O que é franquia?

A franquia é um formato que concede o direito de uso da marca, mas que exige a cópia exata de todo o modelo do negócio original, desde as cores usadas, estrutura da loja, maneira de vender os itens, entre outras características.

Track & Field, Aramis, Montana Grill, Calvin Klein, GIOLaser, Kopenhagen, Arezzo e Rei do Mate são alguns exemplos de franquias.

Esse modelo de negócio tem as seguintes características:

  • existem regras claras sobre como as unidades franqueadas devem ser visualmente e como precisam trabalhar e atender aos clientes;
  • o franqueador oferece suporte contínuo ao franqueado, indo desde o treinamento  para franqueados e seus funcionários até orientações técnicas, estratégicas e, dependendo do caso, financeiras;
  • pelo uso da marca e do modelo de negócio, é preciso pagar a taxa de franquia e também de marketing, de sistemas (softwares) e de royalties;
  • o contrato é mais complexo que o do licenciamento, com direitos e deveres do franqueador e do franqueado, diretrizes para o uso da marca, como devem ser vendidos os produtos ou comercializados os serviços, linguagem necessária para se relacionar com os clientes, entre outros detalhes.

Dica de leitura: “Circular de Oferta da Franquia (COF): manual completo para não errar

Qual a diferença entre licenciado e franqueado?

O licenciado é uma pessoa física ou jurídica que compra o direito de usar uma marca já existente e, sobre ela, criar um negócio próprio. O franqueado adquire a permissão de usar o nome de uma empresa já estabelecida, porém precisa, obrigatoriamente, seguir o mesmo modelo de negócio.

Um dos pontos positivos de ser um licenciado é a liberdade de montar a loja como preferir, sem a necessidade de seguir regras, como de layout e forma de gestão. 

Quanto a ser um franqueado, uma das principais vantagens está em poder usufruir de todo o know- how, orientações e suporte de uma empresa já testada e aprovada pelo público.

No que se refere a esses dois formatos, outra importante diferença são as legislações que os regem. 

As franquias têm como base a Lei n° 13.966/19, chamada de Lei da Franquia, que unifica todas as diretrizes.

Já o licenciamento segue as leis:

Como escolher entre licenciamento e franquia?

Ambas são opções vantajosas, mas cada uma com as suas particularidades. Se está em dúvida entre licenciamento e franquia, uma boa maneira de escolher é respondendo perguntas, como:

  • Você quer mais liberdade e autonomia para montar sua loja, ou sente mais segurança em criar um negócio a partir de um formato já existente e que sabe que dá certo?
  • O local onde pretende abrir sua empresa, já tem a marca com a qual pretende trabalhar? Se sim, em qual formato está?
  • Quanto tem disponível para investir? Já pode começar com um negócio com infraestrutura específica, ou precisa iniciar sem tantas regras e taxas para pagar?

Por falar em pagamento, uma gestão financeira eficiente é primordial em qualquer modelo de loja. Afinal, você precisa equilibrar seu orçamento para arcar com as despesas junto ao licenciador ou franqueador, as contas fixas e variáveis do negócio e, claro, gerar lucro.

Se tem dificuldades com essa parte, nossa dica é a leitura do artigo “Gerenciador financeiro: por que você deve usar? 14 vantagens!“. Aproveite que está aqui, no blog da F360, e confira agora mesmo!

Compartilhar Array
Avatar photo
Escrito por:

Maurício Galhardo

Head e curador do F360 Educa, apaixonado por finanças, autor de três livros de negócios e gestão financeira, com ampla experiência em treinamentos e palestras. Já treinou mais de 20 mil pessoas no varejo!