mulher analisando papéis
Gestão 28/06/2024

Gestão de recebíveis: 5 estratégias práticas para franquias

Compartilhar Array

A gestão de recebíveis é um processo para controlar todos os valores que entrarão no caixa da empresa, como os vindos de pagamentos a prazo. O objetivo é garantir um bom fluxo de caixa e monitorar casos de inadimplência para resolvê-los o quanto antes e, assim, evitar prejuízos financeiros.

Como você pode perceber, esse gerenciamento está diretamente relacionado à saúde financeira de um negócio. Afinal, de nada adianta ter um alto volume de vendas se o dinheiro não estiver na conta, não é mesmo?

Porém, deixar de vender parcelado ou com pagamento integral em data futura (como acontece com os boletos bancários) e, assim, apenas receber os valores em menos tempo, não é uma boa estratégia para o varejo.

Para você ter uma ideia, o relatório da Abecs, Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, revelou que 2023 fechou com 17,8 bilhões de transações financeiras realizadas na função crédito.

No total, foram movimentados R$ 2,4 trilhões no ano passado inteiro, sendo R$ 799,9 bilhões somente em compras não presenciais, e R$ 541,3 bilhões em pagamentos por aproximação.

É muita gente usando o cartão de crédito, concorda? Logo, não vender para esse público gera significativas perdas para a sua loja. 

Assim, o ideal é adotar estratégias eficientes para gestão de recebíveis, formas de cobrança eficazes e tecnologias nesse processo. Veja como!

O que é gestão de recebíveis?

São práticas que têm por objetivo acompanhar o recebimento de valores futuros de um negócio. Esse gerenciamento tem como foco as contas a receber, a exemplo dos pagamentos feitos a prazo via cartão, ou com data futura, como cheques pré-datados e boleto bancário.

A conciliação bancária para previsão de receitas é um ótimo exemplo de atividade que faz parte da gestão de recebíveis. Neste caso, especificamente, é feita uma comparação entre os registros internos de venda e os valores que entraram na conta bancária da loja.

Quando um valor lançado não está disponível na conta na data prevista, é fundamental descobrir o que aconteceu e, a partir dessa informação, tomar as medidas necessárias. 

É claro que cada situação é diferente, podendo ir de um erro no banco até mesmo inadimplência do cliente. Seja qual for o motivo, descobrir o cenário e resolvê-lo  rapidamente é essencial para evitar prejuízos e garantir um bom fluxo de caixa.

Dica de leitura: “Conciliação bancária: tudo o que você precisa saber!

Qual a importância do controle de recebíveis?

A gestão de recebíveis é importante por diversos motivos. Os principais são:

  • identificar quanto de dinheiro tem para entrar na conta bancária da sua loja;
  • acompanhar o percentual de inadimplência de perto;
  • garantir saldo para cobrir as contas a pagar;
  • fazer uma previsão de receita mais realista;
  • melhorar o fluxo de caixa;
  • embasar suas tomadas de decisão;
  • identificar oportunidades de crescimento e de melhoria, como a oferta de formas e meios de pagamento melhores para os clientes e para a sua franquia.

Como fazer gestão de recebíveis? 5 estratégias eficientes!

As melhores dicas que podemos dar para você melhorar o controle de valores a receber do seu negócio, são:

  1. monte uma agenda de recebíveis;
  2. use ferramentas de análise de crédito para varejo;
  3. ofereça diferentes opções de pagamento aos clientes;
  4. adote um fluxo de cobrança personalizada e humanizada;
  5. explore diversos sistemas e soluções tecnológicas.

1. Monte uma agenda de recebíveis

O controle de recebíveis começa com o registro de todas as vendas feitas a prazo. O objetivo é ter uma ferramenta que proporcione uma visão completa de quanto ainda entrará na conta e quando.

Para montar essa agenda, você pode usar planilhas, como as feitas em Excel, com campos para anotar o valor, data de vencimento, identificação do cliente, entre outras informações relacionadas.

Aqui vai uma dica extra sobre essa atividade: fazer esse processo manualmente pode até ser o suficiente se o seu negócio estiver começando. Porém, conforme sua franquia crescer, é essencial otimizar esse procedimento para evitar erros e reduzir o tempo necessário para realizá-lo.

Por isso, adotar sistemas que promovam a automatização na gestão financeira de franquias faz toda a diferença nesse controle. 

2. Use ferramentas de análise de crédito para varejo 

Por falar em recursos que tornam os processo mais dinâmicos, também é interessante usar softwares que analisem crédito automaticamente. Por meio da consulta do CPF ou CNPJ do cliente, por exemplo, você descobre se ele é um “bom pagador” ou não.

Caso tenha alguma restrição no nome, você pode recusar a venda e, com isso, evitar inadimplência futura. 

Lembre-se apenas de consultar as políticas de aprovação de crédito da rede, para evitar constrangimentos e desentendimentos com os possíveis compradores. 

Comumente, elas são definidas pelos franqueadores para garantir que todas as unidades franqueadas trabalhem igual.

3. Ofereça diferentes opções de pagamento aos clientes

Assim como comentamos logo na abertura deste artigo, aceitar cartão de crédito é importante porque garante o atendimento de clientes que preferem pagar dessa maneira.

Porém, existem vários outros meios de pagamento tão interessantes quanto esse para os compradores, e que podem reduzir o tempo de liberação de valor na sua conta. O Pix, por exemplo, já conta com a opção de cobranças futuras.

Chamado de Pix Cobrança, ele funciona semelhante a um boleto bancário, isto é, com data de vencimento posterior à da compra. 

A diferença é que a transferência de valores acontece pelo sistema de pagamentos instantâneo. Por isso, a quantia é liberada em menos tempo na conta do recebedor — em até 10 segundos em transações diretas, ou geralmente no dia seguinte, se a loja estiver usando uma plataforma de pagamentos para intermediar o processo.

4. Adote um fluxo de cobrança personalizada e humanizada

Fez a conciliação bancária e percebeu que o cliente realmente não pagou o que devia na data combinada? Então, você precisa cobrá-lo para receber o seu dinheiro.

Entretanto, quando fizer isso, pense em médio e longo prazo e avalie quanto a sua abordagem pode afetar o relacionamento entre a sua loja e esse consumidor.

Cobranças personalizadas e humanizadas tendem a gerar resultados melhores. Também pode ser interessante oferecer algum benefício em troca do pagamento do débito, a exemplo de um desconto. 

Obviamente, calcule se práticas desse tipo não afetarão seu fluxo de caixa ou a margem de lucro, mas não deixe de considerar que estratégias desse tipo podem aumentar sua taxa de retenção e fidelização.

5. Explore diversos sistemas e soluções tecnológicas

Uma cobrança eficaz e tecnologias no processo de gestão de recebíveis estão diretamente relacionados. 

Utilizando bons softwares é possível melhorar o controle não somente das contas a receber, mas também das contas a pagar, fluxo de caixa, conciliação bancária e muito mais!

Conheça o F360 Finanças.

O F360 Finanças é um sistema de gestão financeira multiempresas. Com um dashboard personalizável e software responsivo, por meio dessa ferramenta, você pode realizar todas as atividades que acabamos de citar, e também:

  • conciliação de cartões;
  • DRE;
  • planejamento orçamentário;
  • conciliação com vouchers;
  • integração com PDV e adquirentes.

Agende agora mesmo uma demonstração gratuita e confira!

Compartilhar Array
Avatar photo
Escrito por:

Henrique Carbonell

CEO & CoFounder at F360 - Franchisee at O Boticário. Formado em Administração de Empresas pela Fundação Alvares Penteado - FAAP e pelo Ibmec Business School / IBMEC - SP.

Você também pode se interessar por