duas mãos, uma delas mecânica, digitando no notebook
Inovação 15/05/2024

Por que usar a inteligência artificial no varejo? Exemplos práticos

Compartilhar Array

A inteligência artificial no varejo já é usada por muitas marcas e deixou de ser considerada “coisa do futuro”. 

Cada vez mais sistemas inteligentes surgem para facilitar a gestão e conhecer profundamente os clientes e negócios de forma que nenhum ser humano seria capaz — pelo menos não em velocidade tão rápida.

Por sinal, a IA se tornou uma grande aliada aos lojistas, franqueados e redes varejistas, revolucionando o mercado. Logo, você precisa fazer parte disso e se antecipar à concorrência. Não adianta fugir. Essa é uma realidade que está transformando os negócios — e para melhor.

Além de ajudar a atrair e fidelizar mais clientes, é usada para projetar vendas, criar estratégias mais eficientes e identificar tendências.

Para entender melhor, preparamos este texto com tudo o que você precisa saber sobre como são as aplicações de IA no varejo, seus benefícios e exemplos de uso no dia a dia do varejista. 

Boa leitura!

Quais os benefícios da IA para o varejo?

A inteligência artificial é uma tecnologia disruptiva que tem o objetivo de aprender, pensar e reproduzir comportamentos e pensamentos humanos, principalmente com análises de grande banco de dados (Big Data), fornecendo insights altamente estratégicos.

Existem diversos benefícios da IA para o varejo, pois ela torna as tomadas de decisão estratégicas mais precisas e ágeis, sem que empresários e gestores percam tempo com análises de grandes volumes de dados.

Sendo assim, suas maiores vantagens são:

  • maior eficiência e agilidade da tomada de decisões;
  • otimização das operações;
  • redução de erros e custos operacionais;
  • aumento de produtividade com a automação de tarefas;
  • melhora da experiência, satisfação e fidelização do cliente;
  • mais vendas e maior faturamento;
  • ganho de vantagem competitiva no setor varejista;
  • identificação de tendências, padrões e oportunidades de vendas;
  • antecipação a crises.

Como são as aplicações de IA no varejo?

A boa notícia é que você pode aplicar a IA no varejo de várias maneiras e para diversas áreas do negócio, como vendas, clientes, estoque, compras e afins.

Para se inspirar, veja algumas ideias de aplicações de IA no varejo!

Gestão financeira

A IA pode ser usada para identificar erros, padrões e projetar receitas e despesas a partir da análise de dados financeiros de uma loja, marca ou rede.

E isso tudo com automatização de tarefas e integração entre sistemas, que promovem maior segurança e eficiência no gerenciamento do negócio.

Acompanhar o histórico de produtos

Para uma boa gestão financeira, de vendas e marketing, é vital entender quais são os produtos mais e menos vendidos. E até mais: saber quais itens cada cliente já comprou e mostra interesse.

Aqui, a IA consegue analisar um grande volume de dados e identificar quais ações de vendas e campanhas devem ser enviadas a determinado cliente, conforme seu histórico de compra. Se ele adquiriu uma calça jeans, pode-se oferecer sapatos, blusas e casacos que combinem com o look, por exemplo, conforme a estação do ano.

Identificar padrões no comportamento do cliente

A inteligência artificial no varejo também pode ser usada para identificar padrões no comportamento do público. Assim, é possível se antecipar aos problemas, descobrir as tendências e entender o que precisa ser melhorado para elevar as vendas.

Ao entender como pensam e agem os clientes, é mais fácil orientar as estratégias e ações para que sejam mais eficientes. Quer um exemplo? Quais as combinações de produtos mais acontecem na loja, você sabe? Quais produtos são mais vendidos em cada PDV? 

A IA descobre isso rapidamente e orienta suas decisões.

Além disso, com a tecnologia machine learning (aprendizado de máquina), o sistema aprende como o cliente age, entendendo ainda mais seus pensamentos e comportamentos futuros.

E isso resulta em uma recomendação de compra altamente personalizada e baseada no histórico de vendas. Ótimo, não é mesmo?

Gestão do estoque

A IA no varejo também tem grande valia para gerenciar o estoque e entender exatamente a frequência de abastecimento de acordo com o padrão de venda em cada época do ano.

Essa tecnologia consegue projetar as vendas de cada produto por meio da avaliação de seu histórico em cada período, ajudando, inclusive, a entender as sazonalidades e a quantidade ideal de compra de mercadorias e insumos.

Atendimento ao cliente

Outra opção de implementar a IA nas operações da sua loja ou franquia é usá-la no atendimento ao cliente por meio de chatbots por conversas automatizadas no site, redes sociais e até mesmo WhatsApp.

O varejo omnichannel investe na melhor interação com o consumidor, mesmo que o primeiro contato seja feito na loja física. 

Os chatbots também podem ser desenvolvidos com machine learning e, com o tempo, aprendem cada vez mais com as interações feitas.

Saiba mais: O que é varejo omnichannel e como aplicar no meu negócio?

Precificação de produtos

Por último, destacamos como aplicação da IA no varejo as soluções voltadas para analisar e definir os melhores preços para cada produto. Existem aplicativos que fornecem dados valiosos para ajustes de valores durante promoções, datas comemorativas, sazonalidades, lançamentos e outros.

Exemplos de uso de inteligência artificial no varejo

Com as diversas oportunidades de aplicações da IA, é possível pensar em alguns exemplos de uso de inteligência artificial no varejo. Isso inclui, por exemplo, usar toda a capacidade de mapear o comportamento do cliente e criar ações e campanhas altamente personalizadas, com recomendações certeiras de produtos.

Sabe quando o Netflix ou o Spotify recomendam músicas, filmes e séries? Todos eles se baseiam nas suas preferências por meio da IA.

E isso pode ser aplicado em lojas de diversos setores.

O mesmo vale para as lojas físicas, que podem usar espelhos inteligentes que identificam as roupas usadas, sugerindo looks e automatizando o processo de compra. Ou, então, oferecer totens interativos para o cliente navegar pelos produtos e, ao se interessar por algum, o vendedor o pega no estoque.

São diversas possibilidades, basta usar a criatividade e a tecnologia!

Inteligência artificial no varejo: vale a pena investir?

Depois de ler todas as vantagens e formas de usar a IA no varejo, percebeu que realmente vale a pena investir em sistemas e softwares que promovam o crescimento do negócio?

Basta entender suas maiores necessidades e oportunidades de vendas, identificando quais ferramentas são vantajosas para sua loja ou franquia. 

Conheça as soluções financeiras da F360 e entenda como simplificar e facilitar o controle das suas vendas e finanças!

Compartilhar Array
Avatar photo
Escrito por:

Henrique Carbonell

CEO & CoFounder at F360 - Franchisee at O Boticário