mulher digitando no computador
Finanças 12/06/2024

CNAB: confira como funciona, os desafios e os mitos! 

Compartilhar Array

CNAB significa Centro Nacional de Automação Bancária. Trata-se de uma ferramenta digital que otimiza a remessa e o retorno de informações financeiras entre vendedores, compradores e bancos. Essa solução automatiza esses processos e gera vantagens como padronização e aumento da segurança.

Pensando como essa dinâmica pode ajudar na gestão financeira da sua franquia? Bem, um dos motivos é que ela consolida os dados referentes aos pagamentos feitos pelos seus clientes, assim como os que você fez.

Com isso, fica mais fácil acompanhar as movimentações de dinheiro e, dessa forma, ter uma visão mais precisa da saúde financeira do seu negócio.

Além dessa, existem várias outras vantagens do CNAB para franquias. E nós listamos as principais neste artigo. Confira quais são!

O que é CNAB?

Criado pela Febraban, Federação Brasileira de Bancos, o Centro Nacional de Automação Bancária tem como principal objetivo facilitar e otimizar a troca de dados e informações financeiras entre empresas e instituições bancárias. Esse processo é feito digitalmente, a partir de layouts padronizados.

Essa solução deixa o gerenciamento dos pagamentos feitos e recebidos mais fácil, pois todo o fluxo passa a ser realizado automaticamente — e é justamente por isso que ele ajuda na automação bancária e gestão financeira da sua franquia.

De forma prática, quer dizer que todo esse controle não precisa mais ser realizado manualmente e, como você já deve saber, executar atividades com ajuda da tecnologia reduz as chances de erros, assim como diminui o tempo necessário para finalizá-las.

Dica de leitura: “Sistema financeiro multiempresas: como ele muda a gestão de franquias?

Para que serve o CNAB?

O Centro Nacional de Automação Bancária serve para agilizar processos de troca de informações bancárias entre as partes envolvidas nesse fluxo, isto é, empresas e agentes bancários.

Precisamente, ele foi criado para aprimorar:

  • envio de arquivos de pagamentos feitos pelos negócios, a exemplo dos realizados a fornecedores de matéria-prima e insumos;
  • recebimento de arquivos com informações de pagamentos realizados pelos clientes ao negócio

Além disso, o CNAB pode ser utilizado para otimizar outros processos. Alguns exemplos são:

  • realização de cobranças: gerando as informações necessárias para a emissão de títulos de cobrança (boleto bancário), com dados sobre o banco beneficiário do recebedor;
  • efetivação de pagamentos: incluindo os valores que precisam ser enviados para credores como fornecedores, salário de funcionários, entre outros tipos de contas a pagar;
  • emissão de extrato bancário para conciliação: separando apenas os saldos contábeis da conta da franquia;
  • configuração de débito automático: ajudando a garantir o pagamento de todas as contas, despesas e parcelas que serão debitadas da conta corrente do negócio;
  • geração de extratos para gestão de caixa: otimizando o acompanhamento das entradas de valores ao longo do dia;
  • empréstimos em folha de pagamento: por meio da consignação, descontando o valor da parcela diretamente do salário do funcionário.

Como funciona o CNAB?

O Centro Nacional de Automação Bancária funciona a partir de três etapas principais, que são:

  1. geração do arquivo digital pela empresa: que deve seguir um layout padronizado, definido pela Febraban;
  2. transmissão do arquivo: consiste no envio ao banco por meio de canais virtuais, como internet banking;
  3. processamento do arquivo: realizado pelo banco que, ao receber as informações, as processa e realiza a atividade necessária, como débito em conta ou confirmação de pagamento de boletos.

Este artigo também é interessante para você. Não deixe de conferir: “Adquirente e subadquirente: entenda a diferença e veja exemplos reais!

CNAB 240 e CNAB 400: escolha o certo para a sua franquia!

Acabamos de comentar que os layouts dos arquivos são padronizados, certo? Quanto a isso, uma pergunta que precisa ser respondida é: como saber qual usar na gestão financeira da sua loja?

A Febraban oferece dois modelos distintos, que são o CNAB 240 e o CNAB 400. O primeiro é mais amplo e, por isso, consegue absorver um número maior de títulos a serem pagos ou recebidos. Já o segundo é mais limitado e, por esse motivo, comporta uma quantidade menor de informações.

Logo, é possível entender que o layout 240 é indicado para negócios com fluxo financeiro maior, e o 400 para pequenas empresas. 

Porém, é preciso destacar que  alguns trabalham com os dois layouts, outros com apenas um. Por isso, é importante consultar a instituição financeira na qual está a conta da sua loja.

5 vantagens do CNAB para a sua franquia

Todas as soluções de relacionam automação bancária e gestão financeira geram diversos benefícios para um negócio, concorda?

No caso do Centro Nacional de Automação Bancária, as principais vantagens que poderão ser notadas no gerenciamento da sua franquia, são:

  1. padronização na estrutura dos arquivos eletrônicos e nas informações financeiras enviadas para os bancos;
  2. melhora do controle financeiro, também decorrente da padronização
  3. eliminação da necessidade de fazer esse processo manualmente, otimizando tempo e reduzindo erros;
  4. aumento da segurança na transmissão de dados pagamento;
  5. mais transparência no gerenciamento bancário do negócio.

Sugestão de leitura: “Sistema de controle financeiro: por que investir em um agora mesmo?

Como implementar CNAB em sistemas de pagamento? 

Para implementar essa solução na sua loja, o primeiro passo é desvendar os desafios e mitos sobre o uso do CNAB. Para ajudar você nesse entendimento, listamos abaixo os mais comuns. Veja!

  • desafios:
    • complexidade do sistema;
    • necessidade de treinamento adequado;
    • proteção contra ataques cibernéticos.
  • mitos:
    • só pode ser usado por grandes empresas;
    • serve apenas para boletos bancários;
    • o custo de implementação é alto.

Após entender esses detalhes, o passo seguinte consiste em integrar o CNAB com os sistemas de gestão empresarial que você utiliza. 

O Centro Nacional de Automação Bancária pode ser incorporado a diferentes soluções de gerenciamento, desde que observadas questões de compatibilidade entre os programas.

E por falar em sistemas para facilitar a administração da sua loja, você sabe como decidir qual é o mais indicado para o seu modelo de negócio? Então, para não restarem dúvidas, leia agora mesmo o artigo: “Ferramentas de gestão para franquias: como escolher a melhor?

Compartilhar Array
Avatar photo
Escrito por:

Henrique Carbonell

CEO & CoFounder at F360 - Franchisee at O Boticário. Formado em Administração de Empresas pela Fundação Alvares Penteado - FAAP e pelo Ibmec Business School / IBMEC - SP.